sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Câmbio

Pagar o mal com o mal é ser vingativo, rancoroso e traz maledicência, dificultando a cura de quem recebeu o mal primeiro e até de quem recebeu depois.

Quem paga o mal com mal, adoece.
Quem paga mal com mal deixa de ser feliz, se priva de outros problemas provenientes de suas ações.
Quem paga mal com mal se torna mais estressado, cansado de seu corpo e mente tanto fugir do problema que deu prosseguimento e poderia ser resolvido, mas não foi.
Quem paga mal com mal quase não respira. Não há paz interior.
Quem paga paga alguma coisa a alguém. Se paga bem ou paga mal, a consciência lhe dirá por meio de suas ações.

Devemos mostrar que somos diferentes e não aparentar uma imagem errada de nossa personalidade só porque validamos falsamente o argumento de "balas trocadas não dói" pelo motivo de querer saciar a vontade de ver o outro pagar pelo o que fez.

Essa troca de moeda é o atraso de vida em que você mesmo se prejudica.


"Quem sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado." Tiago 4:17

Nenhum comentário:

Postar um comentário