sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Post de emergência!

É impressionante como o tempo está contra nós.
O tempo e tudo mais.

Nessa tarde entrei num Blog de uma antiga amiga minha; http://luhrizzo.blogspot.com/. Encontrei uma foto nossa de quando éramos crianças ainda. Lembrei que ela tinha me passado essa foto por MSN e eu upei no Orkut, mas nada além disso. Fiquei feliz em ver nossa foto num post dela, já que ela não posta banalidades que nem eu. [Risos]
(Nesse meio tempo em que eu deixei meu computador ligado (até mesmo na página de edição de postagem) e fui na rua, ela me mandou uma mensagem no MSN apontando pra essa postagem. Que fofa! [Risos]


É, gente... o tempo passou. "E como". Nessa foto ela está fazendo aniversário (não me lembro de quantos anos) e usando uma linda roupinha de Cinderela com uma gravatinha. [Risos] E eu, uma blusa e saia da Miney. Olha só como as coisas mudam com o tempo! Hoje em dia eu raramente uso saia, coisas infantis e muito menos rosa! (Sem contar o sorrisão ali.) Mas fazer o que, né. Eu era criança, vocês não podem me culpar. Eu não me vestia e não ligava pra essas coisas.
Aliás, ninguém ligava, né. A não ser para aquele tênis de luzinha, um carrinho ou um boneco que passava na televisão. E de vez em quando. Mas chorávamos, esperniávamos. Queríamos porque queríamos o maldito brinquedo. Sempre em busca de nossos interesses. O ser humano desde pequeno é assim. Tende a querer as coisas por si e para si.
Humm,... pensando bem, não mudamos tanto assim quando crescemos. Apenas acrescentamos alguns valores, princípios e ideias com a experiência. Mudamos nosso caráter? Talvez. Mas com certeza amadurecemos e nos tornamos mais fortes, em todos os aspectos. Querendo sempre nos manter por cima, proteger as coisas que gostamos... mas tudo minusciosamente. Pouco a pouco.
E assim... a cada dia atingimos um novo nível e nem se quer damos conta disso. Para melhor ou para pior, sem meio termo. Apenas crescendo.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Metalinguística do Blog

Cada postagem é como um filho pra mim. Um assunto acabado, encerrado, sem dívidas a temer.
Reflexões feitas, conclusões tomadas, satisfação estantânea. O ego assume o seu lugar no poderio.

Alegria, exibicionismo e motivação.

SUCESSO! Mais algumas horas até a droga passar o efeito. Mas, chega, já está bom. Vou guardar pra depois. Sobra mais pras minhas alucinações mecanizadas.
[...]
"Horas, dias sem postar... preciso saciar a minha sede".

Dor, pesar. Preocupação, insegurança e impaciência.
Pensamentos, falsas dúvidas, e enfim, Palavras.
Palavras, palavras, frases... texto.
Desabafo, certeza... Paixão.

Mais uma droga sendo consumida pelo meu ser. Mais um pequeno devaneio. É como me sinto agora.
E outra obra logo estará sendo fabricada pela mente pensante entusiasmada.
[...]
Mais droga, mais droga. Preciso de mais, estou viciada! ...Droga!

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Sorte ou Revés?

Andando chateada com as coisas a minha volta. Tudo parece tão vivo, cheio de ira, e ao mesmo tempo tão monótono. Parece que cada movimento que faço dou dois passos para frente e um e meio para trás. Assim, haja disposição e paciência para aguentar o que vem pela frente. Ou por trás né, nunca se sabe.

Há momentos na vida em que só progredimos ou só regredimos? Impossível. Sempre há um pequeno fragmento, nem que seja medido em yoctos, de força contrária. Essa sensação acontece quando estamos numa "maré de azar" Ou de sorte, dando a impressão que começamos o dia com o pé esquerdo (ou a semana, mês etc) Ou que nada possa nos impedir, uma segurança sobre o que estamos fazendo.

Há quem acredite nessas coisas de sorte, talismãs, amuletos, azar. Bom, eu não acredito. Creio que tudo esteja minimamente ligado neste mundo. E isso, claro, confere; não, não acredito em acasos ou conhecidência.
E mesmo que se fosse só por conhecidência (que vejo como sem valor algum, inutilidade) pra que estaríamos em determinada situação, gastando nosso tempo precioso aqui na Terra, se não fosse para aproveitarmos ao máximo nossas vidas?
Particularmente, acredito em Deus e que Ele tem a sua vontade permissiva para coisas acontecerem de ruim conosco, já que Ele nos ama. Por exemplo, coisas que você fez e achou que não fosse pecado, ou achava e fez mesmo assim... [Risos] E muito mais coisa que não vou citar aqui.
Então está aí a prova de que nada vai totalmente contra você, já que o Plano de Deus não é que você sofra, mas que você aprenda com os erros e fique mais forte para não cometê-los novamente.
E... e quanto ao totalmente a favor? Bom, como eu acabei de escrever subliminarmente (ou não), Deus não quer punir você, e sim, te ver feliz. Mas nem tudo é conformo o seu esperado. O seu, não de Deus. E mais uma vez entramos no ponto da Sua vontade permissiva. O caso é; nem tudo é tão maravilhoso assim pra você. Pq se fosse, pensa comigo, não haveria ira (que é bom de vez em quando), trânsito, mudanças, atrasos ...ou seja, pequenas decepções. Não é uma questão se sorte. Nem tudo depende de você. Mas tem de acontecer por uma vontade maior, senão a vida não teria graça. Tudo perfeito, tudo o que você sempre sonhou, sempre quis, sem dor, sem ter de se contentar com as coisas.
Isso levaria você a buscar menos a Deus e não agradecer por tudo que lhe aconteceu. E também, falando sério, conseguir tudo de "mão beijada" não há orgulho algum, a não ser para os preguiçosos de plantão.

Enfim, "Nada é como a gente quer, e nem tudo será". Não tem sorte que possa impedir isso, assim como nada é tão perfeito quanto imaginávamos que o azar pudesse estragar. E você? Ainda acredita em sorte ou revés? Só se for no Banco Imobiliário, né.